Discipular

Sem alcançar não é possível discipular. E sem discipular não é possível levar a servir. Não precisamos de ir muito longe na Bíblia, Jesus teve discípulos. Se teve discípulos, é porque os discipulou. Mas o que é isto de discipular? O dicionário diz que é o ato de criar discípulos, que são simplesmente pessoas que aprendem o que temos para ensinar e seguem esses ensinamentos.

Ler mais

Pode parecer desnecessário abordar um tema tão basilar da vida cristã. Sabemos que o conhecimento e a vivência da Palavra de Deus são indispensáveis para os que seguem a Cristo. Talvez por termos quase por garantido que “toda a gente sabe isso”, nos esqueçamos de focá-lo.… e vivê-lo.

Não pretendo dar uma lição sobre pós-modernidade, porque há pessoas muito mais capacitadas do que eu para o efeito. Também não quero tentar generalizar, porque existem exceções e “oásis” no meio dos desertos. Apenas quero alertar para o básico, o essencial… e ao mesmo tempo, o esquecido.

Ler mais

Terminamos esta série de três textos acerca das doutrinas fundamentais.

No primeiro texto desta série, introduzimos o estudo do tema e falámos sobre Bibliologia, Teologia Própria e Angelologia. No segundo focámos a Antropologia, Hamartiologia, Cristologia e Soteriologia. Terminamos com a Pneumatologia, Eclesiologia e Escatologia.

Ler mais

Continuamos a falar acerca das doutrinas fundamentais.

No primeiro texto desta série, introduzimos o estudo do tema e falámos sobre Bibliologia, Teologia Própria e Angelologia. Neste segundo texto focamos a Antropologia, Hamartiologia, Cristologia e Soteriologia.

Ler mais

Uma das grandes dificuldades sentidas por quem lida com adolescentes e jovens nas nossas igrejas é o pouco tempo que tem disponível para estar com eles. Em média 30 minutos a 1 hora por semana é muito pouco tempo, face às restantes 167 horas da semana, em que eles são atacados por todos os lados, na escola, na família e até mesmo entre o grupo de amigos.

Ler mais

Antes de refletir sobre dez doutrinas fundamentais, iremos apresentar dois princípios que devemos considerar quando ensinamos e debatemos as doutrinas bíblicas – tanto com crentes como com descrentes.

Em primeiro lugar, todos temos pressupostos. Os cristãos precisam consciencializarem-se de que não são os únicos que na sua argumentação partem de pressupostos que não podem ser confirmados empiricamente. Os descrentes também o fazem.

Ler mais

Cada vez mais vivemos tempos de correria, em que passar tempo com pessoas tem sido negligenciado. Temos dado demasiadamente destaque ao ensino “impessoal”, aquele a que chamo de “despejar informação e até qualquer dia” ou de professor atrás da sua secretária para aluno atrás da sua mesa.

Ler mais