Arquivo mensal Novembro 2019

Antes de refletir sobre dez doutrinas fundamentais, iremos apresentar dois princípios que devemos considerar quando ensinamos e debatemos as doutrinas bíblicas – tanto com crentes como com descrentes.

Em primeiro lugar, todos temos pressupostos. Os cristãos precisam consciencializarem-se de que não são os únicos que na sua argumentação partem de pressupostos que não podem ser confirmados empiricamente. Os descrentes também o fazem.

Ler mais

7º Encontro Nacional de Liderança Juvenil

O AD.J Departamento Juvenil da Convenção das Assembleias de Deus em Portugal tinha prometido ir ao Algarve realizar o 7º Encontro Nacional de Liderança Juvenil… e como “o prometido é devido”, no dia 9 de novembro lá estávamos na AD Portimão.

Ler mais

Muitas vezes pensamos que não temos capacidade para determinada tarefa. São nos propostos desafios para servir a Deus, em vários contextos, e sentimo-nos incapazes.

Ler mais

Desde muito cedo, ainda adolescente, numa fase da vida em que todas as perguntas e dúvidas se agitam dentro de nós, que comecei a assumir que a Bíblia é a Palavra de Deus e que ela não teme as nossas perguntas, e que é possível crer com a nossa razão e também com o nosso coração, de corpo, alma e espírito inteiros.

Apesar da fé ir muito para lá da nossa razão, e o coração ter razões que a razão desconhece, nunca admiti que a fé fosse não inteligente ou um salto no escuro, muito menos o cultivo do obscurantismo.

Ler mais

Quando se fala de testemunhar ou evangelizar, não são raras as vezes em que os estereótipos que nos vêm à mente. O mesmo acontece com os jovens a adolescentes com quem lidamos.

Ler mais

Cada vez mais vivemos tempos de correria, em que passar tempo com pessoas tem sido negligenciado. Temos dado demasiadamente destaque ao ensino “impessoal”, aquele a que chamo de “despejar informação e até qualquer dia” ou de professor atrás da sua secretária para aluno atrás da sua mesa.

Ler mais

Depois de falarmos acerca da comunicação, do público com que estamos a lidar e com o nosso objetivo como comunicadores da mensagem do Evangelhos, neste texto abordamos as questões do conteúdo, linguagem e formas de comunicação dessa mesma mensagem.

Ler mais

Porque é que devemos evangelizar, partilhar a fé cristã, falar acerca de Jesus Cristo e da Bíblia? Afirmar a existência de um só Deus que através dela e pessoalmente Se revelou e continua a revelar, numa cultura pluralista em que se considera cada vez mais a religião como uma questão privada que não deve ser discutida, que cada um tem a sua fé pessoal que não deve ser ofendida, que ninguém deve ser incomodado a respeito das suas convicções espirituais, que a interpelação sobre este tipo de temas pode provocar e acicatar a intolerância e o fundamentalismo?

Ler mais

A disciplina de educação moral e religiosa evangélica iniciou-se em Soure no ano de 1999, que foi precisamente o ano em que eu entrei para a universidade de Coimbra.

Na altura, a irmã Isabel Pinheiro lançou-me o desafio de dar início às aulas de Educação Moral e Religiosa Evangélica e eu aceitei uma vez que havia alunos inscritos, na altura, na Escola Básica de Soure.

Ler mais